Albino Moura

Menina-com-Flores-247x300_albino Moura.j
DISPONÍVEL
 
Título: Menina contempla flores
Técnica: Serigrafia
Dimensões: 50 x 70 cm 

Edição: -

Referência: AM0001

P.V.P.: 369 €

Menina-contempla-as-Maças-510x427_albino
DISPONÍVEL

Título:
Menina e as maçãs
Técnica: Serigrafia

Dimensões:  50 x 40 cm 

Edição: -

Referência: AM0002

P.V.P.: 246 €

Menina contempla pomba
DISPONÍVEL

Título:
Menina contempla pomba
Técnica: Serigrafia

Dimensões:  50 x 35 cm 

Edição: -

Referência: AM0003

P.V.P.: 246 €

Serigrafia Albino Moura
DISPONÍVEL
 
Técnica: Serigrafia

Dimensões:  49,5 x 41 cm 

Edição: -

Referência: AM0004

P.V.P.: 369 €

Menina Café-Brasileira
DISPONÍVEL

Título:
Menina no café Brasileira
Técnica: Serigrafia

Dimensões:  53 x 50 cm 

Edição: -

Referência: AM0005

P.V.P.: 492 €

Sobre Albino Moura

Albino Moura, o Autodidacta Recalcitrante.

PRÉMIOS

1981 – Prémio de Cartaz;

1982 – Prémio de Cartaz Câmara Municipal do Seixal;

1983 – 1º Prémio de Cartaz do Sindicato dos Bancários; Prémio Câmara Municipal da Amadora;

1984 – 3º Prémio de Cartaz das Comemorações do Dia de Camões;

1985 – 3º Prémio de Cartaz, Palmela;

1986 – Prémio de Cartaz Vila Franca de Xira;

1987 – 1º Prémio de Cartaz do Seixal;

1989 – Prémio de Pintura Manuel Filipe, Cascais;

1991 – Menção Honrosa na Exposição de Pequeno Formato, Cascais;

1992 – Prémio I Salão de Artes Plásticas, Sintra; - Medalha de Prata da Costa do Estoril; - Monografia Cidade de Abrantes; - Prémio de Pintura Câmara Municipal de Abrantes; - Prémio de Pintura Câmara Municipal de Vila Franca de Xira; - Prémio do Salão Costa do Sol.

1940: Nasce em Lisboa

O Autodidacta Recalcitrante.
Não estudou em escolas de Arte. Foi decorador de publicidade, desenhador gráfico e ilustrador, até se dedicar completamente à pintura, à escultura e à cerâmica.
Sob a orientação de Fred Kradolfer, colaborou em vários trabalhos de decoração.

São conhecidas as figuras femininas que com traço e estilo muito próprios Albino Moura retratou nas mais diversas formas e expressões.

O trabalho criativo de Albino Moura foi reconhecido por diversas entidades e instituições, incluindo a distinção com a Medalha de Ouro de Mérito Cultural, atribuída pela Câmara Municipal de Almada em 2006.

Com uma forte sensibilidade literária, a partir dos anos 90, Albino Moura fez parte de alguns coletivos poéticos e publicou livros de poesia.

1959: Começa a expor regularmente e está representado no Museu de Arte de Moçambique, Museu Municipal do Sabugal, Câmara Municipal de Almada, Câmara Municipal do Seixal, Câmara Municipal de Alcácer do Sal e em coleções particulares nacionais e estrangeiras.

2019: Falecimento em Almada

Se gostou do artista Albino Moura, poderá também achar interessante os trabalhos de Ana Ventura, Carla Pott e Cristina Valadas